5 sinais de que você usou maconha demais

jointt


Embora não exista risco de overdose associado à maconha, o uso exagerado da erva pode ocasionar uma série de sintomas desagradáveis, especialmente entre usuários novatos ou menos frequentes.


Assim como acontece com quase todas as substâncias lícitas ou ilícitas, o nível de tolerância à cannabis também depende de fatores pessoais muito variáveis. E também depende da qualidade da erva (ou extrato) consumido.


A seguir, confira 5 sinais de que você fumou maconha demais:

 

1)Teto preto

 




Indicada para o tratamento de diabetes, a maconha possui um reconhecido efeito sobre as taxas de açúcar no sangue – algo que, na prática, pode ser fatal para os maconheiros em início de carreira. Ou mesmo para os cabeçudos dispostos a encarar os mais bem-servidos  & potentes dabs. A queda brusca das taxas de açúcar também pode derrubar a pressão arterial, causando o popular “teto preto”.

Fraqueza, escurecimento da visão e até desmaios (apagões) podem ocorrer. Os sintomas geralmente ocorrem logo após o uso imediato da erva – e tendem a passar rapidamente também, de preferência após a ingestão de água, bebidas adocicadas e laricas em geral.

 

 2) Boca seca demais

 

Woman Drinking Glass of Water


Ok, a boca secar um pouco é normal enquanto se fuma um. Mas há momentos de extrema chapação em que nem todos os litros de água e suquinhos possíveis são capazes de aplacar a secura bucal digna do Saara.

Mantenha-se constantemente hidratado e dê um tempo na fumaça se perceber que a língua colou no céu da boca, por exemplo.

 

 

3) Tremedeira

 




Embora a cannabis também seja utilizada no tratamento de doenças que causam tremores – como o mal de

Parkinson e a esclerose múltipla – alguns maconheiros sofrem exatamente esta reação quando fumam demais. Até o momento não existem estudos formais sobre o fenômeno, mas “parece haver alguma relação entre as tremedeiras e o efeito estimulante do THC no sistema nervoso central”, explica nosso consultor para assuntos de saúde, Dr.Bud.

O sintoma pode tanto ser leve e passageiro, como acentuado e durar por minutos suficientes para assustar os mais novatos. Calafrios e sensação de frio também podem ocorrer em alguns casos. Sem muito o que fazer para reverter o quadro se não esperar, vale a pena relaxar, beber água e concentrar-se em respirar profundamente.


4) Paranoia

 

paranoia


Que atire a primeira pedra de prensado o maconheiro que nunca teve uma bad trip após fumar muito, especialmente as variedades sativas recém-colhidas. Ao estimular o cérebro e provocar pensamentos diversos, a maconha pode, em determinado momento, aumentar a ansiedade e causar algum grau de paranoia em certos usuários, sobretudo os mais novatos ou  sensíveis.

“Nem todos os usuários passam por isso, mas há estudos sugerindo que indivíduos ansiosos e deprimidos estão mais propensos a experimentar a paranoia após o uso de maconha”, observa Dr. Bud. Ao que tudo indica, a sensação de paranoia é causada pelo THC, como afirma pesquisa lançada em 2014 pela Universidade de Oxford.

Evite episódio de paranoia diminuindo a dose de cannabis consumida e dê preferência às strains de predominância indica.


5) Sono extremo

 

1363318222_WeedNap

Geralmente na sequência da larica extrema, o sono extremo é o mais inofensivo dos efeitos colaterais do abuso de cannabis. De tão irresistível, o relaxamento induzido pela erva faz muito maconheiro dormir sentado ou até mesmo em pé!

A situação só fica perigosa quando envolve a direção de veículos ou manejo de equipamentos que exijam atenção total. Portanto, se dirigir não fume – deixe pra degustar o baseado no destino!


FONTE:https://maryjuana.com.br/
Share on Google Plus

About Santarém-PA

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.