Com gramado alagado, clássico entre Argentina e Brasil é adiado para sexta

Temporal em Buenos Aires deixa Monumental sem condições de jogo, e delegações decidem em comum acordo remarcar a partida para esta sexta às 22h (de Brasília)

 

Uma forte chuva que desabou em Buenos Aires na noite desta quinta-feira adiou o clássico entre Argentina e Brasil, pela terceira rodada das eliminatórias sul-americanas, em um dia. Até pouco mais de uma hora antes da partida, o gramado do Monumental de Nuñez estava coberto por poças, e o árbitro paraguaio Antonio Arias avaliou que não teria condições de jogo. Ele se encontrou com as duas delegações, que decidiram em comum acordo transferir a partida para esta sexta-feira às 22h (de Brasília) - o novo duelo terá transmissão ao vivo da TV Globo, do SporTV e do GloboEsporte.com.

- Tivemos uma reunião e não há condições. O plano meteorológico é de piora no clima e não há motivo para deixar o público esperando. Em comum acordo, deixamos para estar sexta-feira no mesmo horário. A Argentina queria às 20h, mas achamos melhor manter no mesmo horário - disse o coordenador de seleções, Gilmar Rinaldi, em entrevista ao SporTV.

Argentina e Brasil adiado - Monumental de Nuñez (Foto: AP) 
Argentina e Brasil é adiado para esta sexta-feira, novamente às 22h (de Brasília), no Monumental de Nuñez (Foto: AP)

As poças começaram a surgir no final da tarde e, apesar da estiagem (que amenizou a situação crítica do gramado), a previsão é que a chuva continue, inclusive, com possibilidade de granizo. Havia a possibilidade de esperar o início de jogo por mais uma hora, mas as próprias delegações decidiram adiar logo a partida.

Argentina e Brasil adiado - Monumental de Nuñez (Foto: AP) 
Previsão é que a chuva continue nas próximas horas no Monumental de Nuñez (Foto: AP)

- A condição dos jogadores estava ameaçada. Teria chuva forte com relâmpago. Achamos desnecessário esperar pela hora de protocolo, mas não fazia sentido esperar - completou Gilmar.


Como as duas delegações chegaram ao Monumental antes do adiamento da partida, a seleção brasileira fez com o aquecimento no vestiário, até para evitar possíveis problemas físicos, e depois seguiu para o ginásio. Neymar, Daniel Alves, Elias, Renato Augusto, Jefferson, Alisson e Cássio foram antes para o hotel em que a seleção está concentrada para um trabalho específico na academia. 

A Seleção tem também um novo planejamento. Não treina nesta sexta-feira e viaja apenas no sábado para Salvador, onde enfrenta o Peru na terça-feira, pela quarta rodada das eliminatórias. Já os argentinos, que deixaram o estádio antes dos brasileiros, se movimentaram no ginásio ao lado do vestiário, primeiramente com as mãos, jogando basquete, e depois trocando passes. 

Com os jogos desta sexta-feira, o Brasil segue com três pontos na tabela e, se vencer a Argentina nesta sexta-feira, pode entrar na zona de classificação para a Copa do Mundo. Já a equipe de Tata Martino cai uma posição e ainda vai tentar a sua primeira vitória na disputa.

Chuva Monumental brasil x Argentina (Foto: EFE) 
Chuva deixou gramado do Monumental alagado antes do início de Brasil x Argentina (Foto: EFE)
Share on Google Plus

About Santarém-PA

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.