Vigilante da UFOPA é assassinado enquanto fazia ronda

Vigilante trabalhava para empresa de segurança terceirizada.

Carlos Veigas morreu com tiro na nuca.
Carlos Veigas morreu com tiro na nuca.


Na manhã desta sexta-feira, 20, foi encontrado em terreno pertencente a UFOPA, na Travessa 24 de Outubro, no bairro do Salé, o corpo do vigilante Carlos Veigas, 30 anos. O crime que provavelmente aconteceu no período da madrugada, enquanto o trabalhador realizava a sua rotineira ronda, próximo ao terreno onde será construído o parque tecnológico da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA).

A vítima foi morta com um único tiro na cabeça, e os bandidos ainda levaram a arma que o vigilante utilizava em serviço. As hipóteses são muitas, desde execução encomendada, crime passional à um provável latrocínio.

O Delegado plantonista, juntamente com uma equipe de investigadores da Polícia Civil, com o apoio da Polícia Militar, já está de posse de informações importantes que podem ajudar a esclarecer o crime.



Nota de Esclarecimento – Falecimento do vigilante Carlos Viegas Viana


A Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) vem a público manifestar solidariedade à família do vigilante Carlos Viegas Viana, 29 anos, que foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira (20) em uma área pertencente à Instituição. Carlos Viegas Viana era funcionário da Security Amazon – Serviço de Vigilância e Segurança Patrimonial, empresa terceirizada que presta serviço de segurança à Ufopa.


Reiteramos o repúdio ao ato de violência e reafirmamos que a Universidade, por meio da sua Coordenação de Segurança Patrimonial, está tomando as providências que lhe cabem e colaborando com as investigações. Lamentamos que a vida de um trabalhador seja ceifada em mais um ato de violência, no seu trabalho.



RG 15/ Jornal O Impacto
Share on Google Plus

About Santarém-PA

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.