Com seca em lago, peixe-boi encalha e precisa de resgate em Alenquer, PA

Caso não houvesse o resgate, o animal morreria.
Ele foi levado para outro lago na mesma comunidade.


Resgate contou com a participação de comunitários (Foto: Sidcley Matos)
Resgate contou com a participação de comunitários de Arapixi (Foto: Sidcley Matos)
Um peixe-boi macho de 2,10m foi resgatado de um lago da comunidade Arapixi, município de Alenquer, oeste do Pará, nesta segunda-feira (7). Ele foi levado para outro lago na mesma comunidade. Na seca do lago o animal ficou encalhado. Segundo o coordenador do zoológico de Santarém, biólogo Sidcley Matos, caso não houvesse o regaste ele morreria.

O lago onde ele foi encontrado fica 12km distante da comunidade.

De acordo com Matos, o lago havia secado por causa do período, e o peixe-boi não saiu do local durante a vazante. “Ele estava num poço, é quando fica uma pequena quantidade de água de um lago quando seca. A profundidade de água era 20 cm, para quatro por quatro de espaço”, detalhou.

Técnicos do zoológico examinaram o animal e certificaram que ele estava bem, sem machucados. Com isso podia ser somente levado para outro lago.

Peixe-boi foi levado para outro lago na mesma comunidade (Foto: Sidcley Matos)
Peixe-boi foi levado para outro lago na mesma
comunidade (Foto: Sidcley Matos)
“Fizemos uma translocação, tirar o animal do risco e colocá-lo numa área segura, um lago maior na comunidade onde os moradores poderão acompanhar o cotidiano do animal e qualquer alteração informar ao zoológico”, garantiu Matos.

Ida a comunidade
 
Segundo o coordenador, na quinta-feira (3), os moradores da comunidade viram o animal preso e entraram em contato com o zoológico. “Nós informamos ao Secretaria de Meio Ambiente de Alenquer para que fosse ao local verificar a situação”, informou Matos.

Com a análise da secretaria a coordenação do zoológico preparou uma expedição que contou com a presença de membros da comunidade e técnicos da Semma. Eles foram para o local no domingo (6) a tarde.

Para chegar a comunidade, Matos contou que foram de lancha, depois seguiram de bajara (canoa com motor), continuaram por terra utilizando motocicletas e também a pé.

Com a distância da localidade não foi possível levar a balança para medir o peso do animal.



FONTE: G1
Share on Google Plus

About Santarém-PA

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.